Jon Kabat Zinn

Jon Kabat Zinn

No artigo “Meet Mr. Mindfulness: How Jon Kabat-Zinn Brought Mindfulness to the Masses”, publicado na Parade*, do último dia 22, trata-se sobre a popularização de Mindfulness (Atenção Plena) na atual cultura dominante. No decorrer do artigo, justifica-se que as tensões de vida cotidianas do século 21, provavelmente, são as responsáveis por isso. Jon Kabat-Zinn, criador do treinamento baseado em Mindfulness, MBSR (Mindfulness-Based Stress Reduction), tem sido um dos nomes mais importantes neste cenário, auxiliando as pessoas a se aproximarem das práticas de Mindfulness e aliviarem os efeitos nocivos que permeiam as tensões de vida predominantes, que abrangem não somente o estresse, mas também incluem de doenças crônicas até psoríase.
O artigo também aborda sobre o início da história de Jon Kabat-Zinn na Universidade de Massachusetts, a criação do programa MBSR e sobre a escolha sobre o termo “Mindfulness” no contexto vivido na década de 70. Cuidadosamente, Jon Kabat-Zinn percebeu que neste época havia o entendimento por parte da população que este tipo de prática era de domínio de hippies, new agers e esquisitões. Assim, com a intenção de superar esta barreira cultural cunhou acrônimos, como MBSR, alinhado ao objetivo da redução de estresse para expressar algo realista e pragmático.
Com a popularização das práticas baseadas em Mindfulness, é crescente a discussão sobre o chamado “McMindfulness”. Ron Purser e David Loy, em 2013, trataram sobre a pressa em secularizar e mercantilizar a atenção plena em uma técnica comercializável, e a consequente desnaturalização dessa antiga prática (Huffington Post, “Beyond McMindfulness”). Sobre esta questão, Jon Kabat-Zinn argumenta que o programa MBSR não é “McMindfulness”, uma vez que as oito semanas do treinamento requerem sério comprometimento por parte do aluno, e que não pretende ser uma solução rápida ou oferecer cura aos participantes. Kabat-Zinn justifica, segundo o artigo da Parade, que o treinamento pode ser um propulsor para um movimento de tomada de consciência da população sobre o sofrimento e a doença.
A discussão sobre o “McMindfulness” torna-se cada vez mais presente e necessária no contexto mundial, inclusive no Brasil, onde esta prática tem crescido consideravelmente nos últimos anos. É importante que as pessoas sejam sensibilizadas no sentido de conhecer a prática de Mindfulness em sua origem e conceitos, como exposto por Ron Purser e David Loy, bem como aproximá-las da prática segundo a demanda, contexto e cultura da população, favorecendo o movimento para a consciência, como propõe Jon Kabat-Zinn. Ainda é pertinente ponderar que os instrutores de Mindfulness possam refletir e discutir sustentavelmente sobre o “McMindfulness”, considerando a necessidade de tratar com respeito e responsabilidade a prática pessoal, a formação profissional e, principalmente, o oferecimento de cuidados em saúde para a população.
Mariana Fernandes.
*Artigo de referência: Meet Mr. Mindfulness: How Jon Kabat-Zinn Brought Mindfulness to the Masses. Parede, 22 de novembro de 2018. Link para acesso: https://parade.com/717983/parade/meet-mr-mindfulness-how-jon-kabat-zinn-brought-mindfulness-to-the-masses/
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta